1º EJERS – Momentos do Intervalo

Anúncios

1º EJERS – União Civil Homoafetiva: uma visão jurídico-espírita, por Izaias Claro

digitalizar0004Conferência proferida no 1º Encontro Jurídico-Espírita do Rio Grande do Sul, promovido pela AJE-RS Associação Jurídico-Espírita do Rio Grande do Sul, ocorrido no dia 05 de junho de 2004 no Auditório do Foro da Justiça Federal em Porto Alegre/RS.

1º EJERS – A Delinquência Juvenil, por Gladis Pedersen de Oliveira

digitalizar0004Conferência proferida no 1º Encontro Jurídico-Espírita do Rio Grande do Sul, promovido pela AJE-RS Associação Jurídico-Espírita do Rio Grande do Sul, ocorrido no dia 05 de junho de 2004 no Auditório do Foro da Justiça Federal em Porto Alegre/RS.

VI COLÓQUIO NACIONAL DE DIREITOS HUMANOS

VI COLÓQUIO NACIONAL DE DIREITOS HUMANOS

CONVOCATÓRIA 2

Abaixo, a pedido do companheiro Vinícius Lousada, anexamos os arquivos relativos ao evento, para ciência dos interessados.   

CONVOCATÓRIA

Projeto Proposta

VI COLÓQUIO – Ficha Minicursos (1)

Lançamento dia 1º/11/13: livro “A Psicografia como Meio de Prova”

opcao3

Caríssimos:

 

Temos a grata satisfação de informar que a nossa querida amiga Patrícia Gonçalves Guedes vai lançar o seu livro “A PSICOGRAFIA COMO MEIO DE PROVA: O SOBRENATURAL NO JUDICIÁRIO BRASILEIRO“. A Patrícia nos brindou com seu estudo na reunião da AJE-RS do mês de agosto deste ano e agora encaminha honroso convite para o lançamento de sua obra.

Segue, abaixo, detalhes do evento, nas próprias palavras da autora:

 

LANÇAMENTO DO LIVRO A PSICOGRAFIA COMO MEIO DE PROVA: O Sobrenatural no Judiciário Brasileiro

 

Queridos (as) Amigos(as)

 

Há um ano, publiquei nas redes sociais que recebi de presente de aniversário a entrega do TCC! Este ano, a vida resolveu me dar novo e grandioso presente: no dia do meu aniversário farei o lançamento do meu livro! Tive, ainda, a honra de ter como incentivadores e responsáveis pela Apresentação e pelo Prefácio, os Mestres Fernando Rubin e Gustavo Noronha de Ávila, respectivamente! Presentaço! Espero receber o abraço de todos e compartilhar essa alegria!

Então, dia 01/11, a partir das 19h, estarei autografando na Livraria Cultura do Bourbon Country! Porto Alegre.

Conto com a presença de vcs!

Esperamos contar com a presença de nossos “Ajeanos” em tão importante e singular evento.
Que Deus a abençoe!

VELOCINO CAMARGO NETO.

Grupo de Estudos – 2013

Cartaz_Out (455x640)

Grupo de Estudos – 2013

Grupo de Estudos 2013 1

Jornada Espírita: Dependência Química e Espiritualidade – Perspectivas e Desafios

Cartaz Dependência Química Ijuí 2013

Nota Pública

A Lei que “dispõe sobre o atendimento obrigatório e integral de pessoas em situação de violência sexual”, aprovada no dia 04/07/2013 pelo Senado Federal (PLC 3/2013), sem emendas ao Projeto originário da Câmara dos Deputados (PL 60/1999), teve tramitação, nas duas Casas Legislativas, de maneira célere e sem que houvesse tempo suficiente para que a sociedade pudesse tomar conhecimento de seu teor e ajudasse a sanar equívocos como os que foram identificados e que agora dependem da posição que a Presidente vai tomar em relação à sanção presidencial a esta lei. Leia o resto deste post

Artigo

aje

MOVIMENTO JURÍDICO-ESPÍRITA BRASILEIRO E OS GRUPOS DE ESTUDOS

Em março de 2009, destacamos nesta revista as lições de Allan Kardec sobre o “sucesso das sociedades e associações espíritas, que, em síntese, preconizava pela permuta de informações entre pequenos núcleos espíritas no afã de se ampliar os laços com o fim de uma congregação maior, fundada no espírito fraterno do cristianismo.” O artigo resgatou a realização do I Simpósio Jurídico-Espírita do Estado de São Paulo, no salão nobre da OAB/SP (Ordem dos Advogados do Brasil), nos dias 15 e 16 de outubro de 1988, promovido pela USE (União das Sociedades Espíritas do Estado de São Paulo). Registrou-se, também, o surgimento da ABRAME (Associação Brasileira dos Magistrados Espíritas) , em 29 de outubro de 1999, e da UDESP (União dos Delegados Espíritas do Estado de São Paulo) , em 24 de março de 2000. Quanto às AJEs (Associações Jurídico-Espíritas), o artigo pontuou suas origens, em 2001, no Rio Grande do Sul e Espírito Santo, culminando com a fundação, em 2002, do Grupo Espírita de Estudos Jurídicos Prof. Fernando Ortiz , na cidade de Franca, interior do Estado de São Paulo, até o advento da AJE-SP, em 2008. Leia o resto deste post